Tag: blog

Julia Marino fala da experiência com a escrita

Seu talento pela escrita não é de hoje. A paulistana Julia Marino, 19 anos, é autora do livro “Como um Anjo” (lançado em 2013) e dona do blog Direita ao Ponto.

Desde sempre, Julia tem diversos projetos em mente. Um deles, ela escreve em seu blog, sobre o cenário político e econômico brasileiro, de forma objetiva e direta.

Em seu primeiro romance, Julia conta a história de Laura, a protagonista, que vê a sua vida desmoronar depois da morte de seu pai e encara as trapaças da sua madrasta; que faz de tudo para atrapalhar sua relação com o engenheiro, Miguel Notari; seu grande amor. O cenário é descrito nos anos 50, no bairro da Vila Mariana – época em que os paulistanos viviam nos sobradinhos (e que alguns ainda vivem!).

Gostou da história? Depois deste livro, será previsto no ano que vem, o lançamento da continuação da obra.

 

Acompanhe a seguir, mais da conversa com Julia para a GC:

 

GC: De onde teve a ideia de escrever um livro? Qual (is) formam sua (s) influência (s)?

JÚLIA MARINO: Sempre gostei de contar histórias. Escrever meu primeiro romance foi uma forma de eternizar uma das minhas ideias, de registrá-la. Pensei “por que não escrever um livro?” Acho que, para isso, posso dizer que minha principal influência foi justamente minha forma de ver o mundo na época, de apreciar as artes, de entender as pessoas, de encarar a realidade. “Como um Anjo” é meu ideal de romance aos treze anos de idade, quando o escrevi.

 

GC: Porque do nome “Como um anjo”?

JM: Isso, infelizmente, não posso responder. É um segredinho da história. Só lendo para saber.

 

GC: De onde vem seus personagens? Foram inspirados através de pessoas reais ou fictícios?

JM: Meus personagens não foram inspirados em ninguém especificamente. Criei-os sem pretensão de fazer com que eles parecessem com alguém ou levassem características de conhecidos meus ou de outros personagens fictícios. Acabei os desenhando apenas da forma como queria que fossem, como achei necessário que fossem.

 

GC: O que você mais gosta nas próprias histórias?

JM: Eu escrevo aquilo que eu gostaria de ler. O “Como um Anjo”, como citei, foi um retrato da minha mente na época e meu segundo livro, em revisão no momento, é um retrato da minha mente nos dias de hoje. Acredito que o que mais gosto nas minhas histórias é justamente o fato de elas carregarem honestidade. Escrevo o que penso, o que me agrada, aquilo que gosto. Desse modo, acabo me sentindo próxima dos meus personagens e dos meus leitores.

13101521_1084003784990443_1477781636_n

No lançamento em 2013 do seu primeiro livro “Como um Anjo”, no Morumbi.

GC: Dedica quanto tempo a escrita por dia?

JM: Tento dedicar sempre o máximo possível. Atualmente, tenho conseguido dedicar boa parte da tarde para revisar meu segundo livro. Espero ter mais notícias sobre ele em breve.

 

GC: Se tivesse que começar agora, a trabalhar como escritora, você mudaria alguma coisa?

JM: Se eu estivesse começando agora, não acho que mudaria nada. É claro que, se eu fosse escrever a história do “Como um Anjo” hoje, teríamos um enredo bem diferente. Em seis anos, muita coisa muda. Mas, acho que, além de muito interessante, é fundamental que nós eternizemos nossos trabalhos e criações como um reflexo de quem somos e fomos na época em que os produzimos. Porém, acho que agora, com 19 anos, tenho mais maturidade e paciência para lidar com todo o processo burocrático de lançar um livro. Se eu estivesse começando agora, certamente teria mais calma.

 

GC: Quais são seus planos futuros? Livros, um canal, etc?

JM: Pretendo lançar meu segundo romance em breve. Ele já tem título e está quase pronto. Se chama “O que não estava escrito”. Além dele, logo logo, voltarei ao ar com meu blog sobre política, sociedade e cultura, o Direita ao Ponto (direitaaoponto.com.br). Não tenho mais nenhum projeto em vista, somente esses dois. Mas, espero que sejam experiências tão proveitosas quanto a experiência que tive (e ainda tenho) com o “Como um Anjo”.

 

 

 

Blogueira do ‘Diário de uma ruivinha’ conta como teve a ideia de criar um blog e como aconteceu

O que se pode encontrar muito na internet hoje em dia, são os blogs; que abordam sobre diversos conteúdos, como moda, beleza, comportamento, etc. Um bom exemplo é o Garota da Cidade. Porém cada blog possuem um diferencial por trás disso. Para entender mais, fui entrevistar a Ana Assis,  a dona do blog Diário de uma ruivinha que começou a pouco tempo.

A iniciativa de criar um blog surgiu a partir de pedidos das mães de alunas da escola em que trabalha. Ana fazia penteados nas meninas e assim começou a chamar a atenção de várias pessoas! Quem sabe você tem algum talento como ela e possa montar um blog também?!

Para saber mais deste bate-papo, acompanhe abaixo mais da nossa entrevista com esta ruivinha que tem muitas dicas e ideias para te falar.

 

1) COMO SURGIU A IDEIA DE FAZER UM BLOG?

Decidi criar o blog, a pedidos das mães das aluninhas de onde trabalho, pois eu sempre fazia penteados diferentes com várias tranças, e elas viviam pedindo para que eu desse cursos, então logo me veio a ideia! Porque não fazer um blog ensinando tudo isso, tudo o que eu sei ?! Então decidi criar, e dividir com todos um pouco do meu “talento”.

12957255_978309295578890_1133768201_n2) PORQUE O NOME “DIÁRIO DE UMA RUIVINHA”?

O nome Diário de uma ruivinha, veio do Instagram pois comecei tudo lá, queria contar um pouco da minha vida, rotina, passeios e então decidi pegar uma característica minha, ser ruiva e ficou diário de uma ruivinha!

3) QUANTO TEMPO VOCÊ DEDICA AO SEU BLOG?

Sempre que tenho um tempo livre, corro para o celular, pois faço de tudo, mas tudo mesmo por ele, e escrevo algo, pesquiso ideias pros vídeos e fotos para o Instagram.

 

4) ALGUMA BLOGUEIRA TE INSPIRA? QUAL (IS)?

Sim, tem muitas blogueiras que eu me inspiro, como as Carus, Karina Milanesi do Dica da Ka, Niina Secrets e muitas outras!

 

5) QUAL SERIA SUA REAÇÃO SE ALGUM (A) LEITOR (A) FIZESSE UM COMENTÁRIO RUIM?

Se alguma leitora fizer um comentário ruim, vou aceitar como uma dica para melhorar, temos que aceitar todo tipo de comentário, pois a partir do momento que começamos a nos expor dessa maneira; sabemos que vamos receber ótimos comentários mas também comentários ruins.

 

6) O QUE AS LEITORAS FALAM DO BLOG?

Sempre sou muito elogiada, elas gostam bastante do conteúdo, pois englobo vários assuntos para todos os gostos e também gosto muito de receber dicas e pedidos, sempre buscando agradar minhas leitoras.

 

7) QUAIS SERIAM AS DICAS PARA QUEM QUER COMEÇAR UM BLOG?

A maior dica que eu dou é paciência, pois a maioria acha que só de criar um blog ou um canal já vai ficar famoso ou conhecido, então muitos acabam desistindo de tudo O que criou por isso, muitas vezes a pessoa tem um conteúdo muito bom mas desiste pelo fato de não alcançar umas boas visualizações então O que a minha dica é: paciência e persistência.

 

8) QUAL A PROFISSÃO QUE PRETENDE SEGUIR? E COMO CHEGOU A ESTA ESCOLHA?

Estou cursando biomedicina, desde pequena sempre quis fazer algo na área da saúde, mas meu sonho nunca foi ser médica, mas sim uma profissional da saúde que também tratasse das pessoas e depois de muita pesquisa, conversa com uma conversa com outro e então escolhi esse curso.

 

9) UM CANAL DO YOUTUBE QUE VALE A PENA SE INSCREVER?

Tem um canal que eu adoro, está no começo mas eu gosto muito é o da Karen Cristina Modolo, ela morava aqui no Brasil e mudou para os Estados Unidos e ela conta como é a vida dela lá, novidades, produtos novos que lançam lá é muito legal !! Também tem o canal das Carus, que é muitooooo legal e sempre acompanho.

 

10) UM SONHO QUE QUER REALIZAR?

Um sonho que quero realizar??? Meu sonho é ir para Índia (risos) e espero não demorar muito para realizar!

 

Gostou da entrevista? Você também pode criar seu blog clicando aqui.

 

 

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

%d blogueiros gostam disto:
Aguarde...

ASSINE A NEWS

Digite seu endereço de e-mail e seja a primeira a saber quando tiver alguma novidade por aqui. ;)
PageLines